PÁSCOA – QUAL A VERDADE?

March 31, 2013 12:33 pm
posted by ministeriolvo


Por trás de tantas mentiras que usurparam datas importantes do CRISTIANISMO, como o Natal, que comemora o nascimento do Senhor Jesus Cristo, onde o personagem principal da festa é substituído por papai noel (escrevo com letras pequenas pois é o tamanho dele. ), e a PÁSCOA, onde comemoramos a morte e ressurreição do Senhor, o autor da vida, Jesus, que foi substituído por um coelho ridículo, que bota ovo, a ainda de chocolate, pretendemos descortinar estas verdades reveladas nas Escrituras.


Do que o mundo sem o Deus verdadeiro tem medo?

Qual o motivo que escondem estas verdades tão profundas?

 No passado, quando o povo de Israel estava para ser liberto das mãos de faraó, Deus diz a Moisés que todos estivessem prontos para a partida. A saída seria repentina. O anjo da morte passaria por cima do Egito e todos os primogênitos morreriam, sendo a última praga que redundaria na saída do povo em direção a terra prometida. Moises ordenou ao povo que sacrificasse cordeiros, e comessem e quando o cordeiro morto fosse muito para a família, esse deveria ser compartilhado com outra família. O sangue deveria ser passado nas portas, em ambas as ombreiras e nas vergas. O anjo ao ver o sangue passaria por cima sem levar o primogênito.

Esta páscoa deveria ser comemorada pelos israelitas para sempre.

Como tenho escrito por diversas vezes, o homem sendo pecador e separado de Deus, estava destinado a passar toda a eternidade no lago de fogo. Deus estava irado com a humanidade. Sua santidade e justiça exigia a morte do pecador. Mas Ele não é só Santo e Justo, é Amor, Misericórdia, Paz, Vida. Como então Ele poderia cumprir a sua palavra, com respeito a Adão, que por incredulidade, junto com sua esposa, desobedeceram a Deus? A morte eterna seria o destino deles. Teriam que morrer e viver separado do Senhor para sempre.


A solução veio Dele mesmo. Ofertou o seu Filho amado para morrer em lugar de todos os homens, desde o primeiro até o último que irá nascer. Ao mesmo tempo, o Filho se entrega para fazer a vontade do Pai. Todos os pecados da humanidade foram colocados sobre Jesus na cruz do calvário.

Ele se fez pecado por nós. Enlameou-se com todas as nossas sujeiras, inclusive as que nem fizemos ainda. Deus ao olhar para cruz, não vê mais o filho, mas a cada ser humano decaído. A ira santa do Pai cai sobre o Filho. O Filho de Deus morre a nossa morte. Sua morte nos livra da condenação eterna longe Dele. Mas Jesus não ficou morto. Ressuscitou por causa da nossa justificação. A morte de Jesus é eficiente para salvar toda a humanidade, mas só é eficaz aos que creem que Jesus é o Deus que se fez homem e nos substituiu.

Esta é a verdadeira PÁSCOA. No dia em que todo o Israel comemorava a sua libertação do Egito, e os cordeiros nas casas eram mortos, Jesus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, fala aos seus discípulos que era chegada sua hora de ser sacrificado. O filho do homem seria morto conforme estava escrito (Lucas 24.25 a 27, 44 a 48), mas ressuscitaria e voltaria a sua glória. As Escrituras foram cumpridas.

Como já mencionamos potencialmente a morte e ressurreição alcança toda a humanidade caída, deformada pela sua natureza pecaminosa. Mas seus efeitos só podem ser aplicados sobre o pecador arrependido de todos seus pecados. Aos que convidam o Senhor Jesus para ser Senhor e Salvador pessoal. Neste momento, ele é feito filho de Deus. (João 1.12) (João 5.24)

Deixa de ser criatura e passa agora como filho de Deus a ter vida eterna. O novo nascimento trás uma mudança radical. Passamos a pertencer a uma raça eleita, somos sacerdotes reais, pertencemos agora a uma nação santa um povo de propriedade exclusiva de Deus.

Agora que vocês recordaram o que é a verdadeira PÁSCOA ou aprenderam caso nunca tinham lido sobre isto, permitam que estas verdades mudem suas vidas.


Eu e toda a minha família desejamos a todos os que leram este artigo uma feliz PÁSCOA, segundo a tudo o que está escrito na Bíblia.

 

Be Sociable, Share!

Leave a Reply

*