O QUE É BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO?

May 25, 2013 9:38 pm
posted by ministeriolvo

Recentemente um irmão nos escreveu perguntando o que seria BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO.

É uma pergunta muito relevante. Dependendo de como alguns tem interpretado, o resultado prático é acabar levando pessoas a afastarem-se de Jesus por pensarem que perderam a salvação para sempre. Foi exatamente o que ocorreu com este irmão que nos escreveu.

Resolvi colocar esta análise em nosso site, como um alerta aos que assim pensam  e ministram, até com sinceridade, deixando muitos homens abatidos e assustados diante da possibilidade de nunca mais poderem reconhecer sua culpa diante de Deus, reatando a comunhão com o Ele.

Quero ser claro em minhas explicações, mas primeiro desejo que leiam os  versículos abaixo para que possa entender minhas argumentações:

Mat. 12.14 a 37

 

Luc. 11.14 a 26

 

Nosso texto básico será o de Mateus 12.14 a 37

Vamos analisar agora:

 

V.14 – Aqui os fariseus estavam planejando a maneira que iriam tirar a vida de Jesus. No início do farisaísmo, os fundadores eram pessoas que buscavam com integralidade servirem ao Senhor. Eram radicais em busca da santidade.

 

Com o passar do tempo e mais precisamente na  época de Jesus era como o próprio Senhor falou sepulcros caiados, bonitos por fora e podres por dentro. O alvo deles era meramente por motivos de posição social e financeiros.

 

Gostavam de serem vistos pelo povo e admirados. Tinham grande influência social, política e religiosa. Jesus estava ameaçando a posição deles. Temiam que o povo pouco a pouco cerrassem fileiras em torno daquele que alguns estavam crendo ser o Messias.

 

V.15 e 16 – Jesus afastou-se ao saber disto. O texto não nos informa se foi através de revelação ou alguém ficou sabendo e contou a Cristo. Jesus curou a todos que o seguiram. No  entanto, proibiu que fizessem publicidade Dele, como podemos ver em outras passagens. O povo estava olhando o Senhor como milagreiro e não como quem realmente Ele era o Messias. Aliás, o tema milagre foi o motivo original da sua pergunta.

 

V.17 a 21 – Esta passagem é o cumprimento da profecia feita em Isaias 42.1 a 4. Aqui vemos que o Senhor teria um ministério sem muito alarde exatamente para não despertar a ira dos opositores antes da hora programada por Deus. Nos versículos 18 e 21, encontramos algo que nos mostra que o alvo de Jesus não era somente os israelitas, mas o mundo todo. No 18 afirma que anunciará o direito dos gentios( das nações) e no 21, afirma que no nome de Jesus os gentios esperariam.  Para que fosse possível, O Espírito Santo repousou sobre Ele. Este é outro fato que faz parte de sua pergunta. O fato central.

 

V.22 a 23 – Ele era admirado pela multidão devido às curas e o repelir dos demônios. Muitos deles se indagavam se Ele não seria o Filho de Davi, ou seja, o Messias.

 

V.24 a 32 – Depois de termos visto alguns pontos importantes para a nossa meditação, chegamos aos versículos que tratam especificamente do nosso tema: O QUE É A BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO?

 

V.24 – Os fariseus, com ciúmes, pois as atenções estavam se voltando para Ele, começaram a divulgar que Ele expelia os demônios pelo poder de Belzebu (Reis das moscas), que eles consideravam o maioral dos demônios. Significa então que eles estavam afirmando ao povo que todos os milagres eram feitos pelo diabo.

 

V.25 a 28 – Diante disto Jesus começa a argumentar contra esta afirmação apresentando os seguintes pontos:

a- Afirma que todo reino dividido contra si mesmo tem como resultado ficar deserto. Uma casa também dividida não consegue sobreviver. O que significa isto? Como pode Satanás expelir a Satanás? Jesus deixa claro que isto não seria lógico. Satanás não teria vantagem nenhuma em fazer isto. O alvo do diabo é dominar pessoas para que cumpra os seus planos.

 

No versículo 27 Jesus mostrando que se Ele fosse aliado do diabo ao expulsar demônios por Belzebu, por quem os expulsariam os filhos deles? Esta pergunta, com respeito aos filhos, refere-se aos discípulos dos fariseus. Esta era uma linguagem comum do Antigo Testamento.

 

Jesus deixa claro, em várias passagens que Ele era o Filho de Davi, o Messias prometido. Sabemos que Ele se esvazia não permitindo a manifestação de sua glória, poder, riqueza, soberania e tudo mais que como Deus possui de atributos, para assumir no mundo, como servo (Filip 2.5 e seguintes).

 

Ele passou a executar os milagres e o seu ministério, na terra, como homem, no poder do Espírito Santo, sendo assim, por quem os discípulos estavam tentando expulsar os demónios?  Claro que sendo Jesus o único nome pelo qual os demônios se submetem, e, sendo que os discípulos dos fariseus e os próprios fariseus incrédulos, com respeito a Jesus, não criam Nele, é obvio que os espíritos malignos não os obedeciam.

 

Há passagens que encontramos judeus exorcistas tentando expulsar demônios, mas eles não eram do Senhor. Tentaram usar o nome de Jesus a quem Paulo pregava, mas estes exorcistas não eram do Senhor e sim, mero religiosos, levaram uma surra do demônio. (Atos 19.13 a 20). Muitos destes ditos exorcistas eram ligados à prática de mágicas.

 

 Como consequência do que havia acontecido muitos praticantes de magia queimaram seus livros na praça. No caso da pergunta de Jesus, com respeito pelo menos alguns destes discípulos dos fariseus aparentemente estavam fazendo o correto, pois eles seriam juízes contra os fariseus hipócritas.

 

No versículo 28 Jesus afirma que Ele estava expulsando os demônios pelo poder do Espírito Santo, e isto significava que o reino de Deus havia chegado e o Messias estava presente e eles não criam. Em Lucas 11.20, afirmou que os demônios eram expulsos pelo dedo de Deus.

 

V.29 – Aqui Jesus pergunta como alguém pode entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens sem primeiro amarrá-lo, só após isto lhe saqueará a casa. Em Lucas Jesus disse:

QUANDO O VALENTE, BEM ARMADO, GUARDA A SUA PRÓPRIA CASA, FICAM EM SEGURANÇA TODOS OS SEUS BENS. SOBREVINDO, PORÉM, UM MAIS VALENTE DO QUE ELE VENCE-O, TIRA-LHE A ARMADURA EM QUE CONFIAVA E LHE DIVIDE OS DESPOJOS.

Nestas passagens o Senhor Jesus está se referindo a um demônio dono de uma pessoa, ilustrado como uma casa. Ele habita nela devido aos pecados que comete em decorrência de sua natureza totalmente depravada. Ele é o dono desta casa. Possui a sua alma, a sua vontade. Dentro da pessoa ele a usa para os seus propósitos diabólicos. Acredita que ninguém pode combate-lo. No entanto, há um mais poderoso que ele, a quem deve se submeter. Alguém que o¨amarra¨ e o impede de agir. Alguém que o expulsa de sua casa e toma posse total. Jesus passa a habitar a casa, passa a ser o Senhor da casa.

 

Caso o demônio, dono da casa, seja expulso, mas Jesus não entra na vida da pessoa, voltam mais sete demônios, piores do que o espírito maligno que ali habitava e passam a habitar naquela casa. Agora o estado da pessoa é muito pior. São oito espíritos malignos e o estado daquela pessoa passa a ser terrível.

 Muitos que pregam sobre este texto falam sempre dos sete, e se esquecem do que foi expulso. (Mat. 12.43 a 45)

 

V.30 – O Senhor deixa claro que ninguém fica em cima do muro com respeito a andar ou não com Jesus. Havia uma divisória muito clara entre os religiosos fariseus e o Deus tri-uno. Ele afirma que quem não está com Ele está contra Ele.

 

O mundo está dividido. Essa divisória identifica a Luz e as trevas. Cada um tem que se perguntar um dia de que lado está.

 

Jesus não deixa dúvidas que o que está falando é diretamente aos fariseus hipócritas, sepulcros caiados, que não só estava difamando o seu nome, dizendo que a operação que fazia era através de Belzebu.

 

V.31- Jesus diz neste versículo: POR ISSO VOS DECLARO: TODO PECADO E BLASFÊMIA SERÃO PERDOADOS AOS HOMENS; MAS A BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO NÃO SERÁ PERDOADA.

 

Verifique o que Ele falou no início, que TODO O PECADO E BLASFÊMIA SERÃO PERDOADOS, ora, quem será  perdoado tanto de pecados como de blasfêmia? A resposta é todos os homens que todos os homens que se arrependerem tanto do pecado como da blasfêmia contra Deus, mas se isto é verdade, que tipo de BLASFÊMIA NÃO SERÁ PERDOADO?A resposta está no próximo versículo e a pergunta certa não é QUE TIPO DE BLASFÊMIA, mas CONTRA QUEM?

 

V.32- Jesus continua afirmando: SE ALGUÉM PROFERIR ALGUMA PALAVRA CONTRA O FILHO DO HOMEM SERLHE-Á ISSO PERDOADO; MAS SE ALGUÉM FALAR CONTRA O ESPÍRITO SANTO, NÃO LHE SERÁ ISSO PERDOADO, NEM NESTE MUNDO NEM NO PORVIR.

Em Lucas 3.29 lemos: MAS AQUELE QUE BLASFEMAR CONTRA O ESPÍRITO SANTO NÃO TEM PERDÃO PARA SEMPRE, VISTO QUE É RÉU DE PECADO ETERNO.

 

Entenda o que está escrito, aqui não está falando sobre TIPO de BLASFÊMIA, e sim contra QUEM está sendo cometida a blasfêmia.

 

Este foi um caso único na história. Jesus, que é Deus, e esvaziando-se de tudo o que era, sem nunca ter deixado de ser Deus, conforme Fil. 2.5 a 11 foi cheio do Espírito Santo, passando a agir mediante o poder Dele.

 

 O Filho de Deus nunca deixou de ter poder, Ele só escolheu não agir por si mesmo, assumindo a forma de SERVO, vivendo como um simples homem.

A blasfêmia contra o Espírito Santo ocorreu somente com Jesus.

 

Para que este pecado de blasfêmia voltasse a ocorrer, Jesus necessitaria voltar a este mundo da mesma maneira, esvaziado de si mesmo, operando através do Espírito Santo.

 

Quando Jesus voltar, voltará como o rei dos reis, o Senhor dos Senhores e virá em glória.

 

Espero que tenha respondido a algumas indagações referentes a este assunto.

 

 Abraços

 

Raul e Graça Nogueira

Ministério LVO – Luz e Vida aos Orientais

www.ministeriolvo.com

 

Be Sociable, Share!

Leave a Reply

*