INDIGNAÇÃO! – Judas 1 a 25 e II Cor 3.6 a 18

March 15, 2013 8:42 pm
posted by ministeriolvo

 

Tenho ouvido pelos diversos meios de comunicação, ministrações dadas por pregadores, das mais diversas denominações, que tem nos deixado triste e indignado.

O EVANGELHO que se prega hoje, em muitos redutos que se dizem evangélicos, não é mais o mesmo que a Bíblia tem nos ensinado. Muitos estão crendo que são salvos, baseados em uma oração recebendo ao Senhor Jesus Cristo, mas não vale de nada, pois o pregador os leva a orar, sem dar o conteúdo das palavras: Jesus, pecado, morte, inferno, vida eterna, Deus, arrependimento genuíno e muitas outras palavras que são necessárias para um profundo entendimento do homem pecador, levando-o ao quebrantamento espiritual. São, em decorrência de um falso evangelho, transformados em verdadeiros zumbis espirituais.

Pensam que estão vivos e estão mortos espiritualmente.

Não se fala mais de pecado nos púlpitos, pois espanta os dizimistas. Ninguém mais quer ser confrontado. Buscam pregadores que falem somente aquilo que lhes agrada. Querem se sentir bem nos cultos.

Sendo assim, muitos ministros dos nossos dias, por interesses financeiros ou por desejarem igrejas lotadas, que afagam seus egos, acabam desenvolvendo um evangelho ufanista, oferecendo o céu na terra. Elaboram culto que são verdadeiros shows. São pregadores que geram crentes com os seus nomes escritos no rol de membros da igreja, mas nunca tiveram seus nomes escritos no livro da vida.

Muitos que acabam recebendo ao Senhor de verdade, neste tipo de igreja, não pela doutrina ministrada, mas pela leitura da Palavra, acabam tendo discernimento do erro e buscam uma igreja que prega a verdadeira palavra.

Um servo de Deus, sério com a Palavra do Senhor escreveu mais ou menos isto:

Trocaram a CRUZ PELA PROSPERIDADE, o EVANGELHO DO SACRIFÍCIO PELO DO CONFORTO, O EVANGELHO DA RENÚNCIA pelo EVANGELHO DO SUCESSO, TROCANDO A HERANÇA DO CÉU PELAS RIQUEZAS DA TERRA. Agora o investimento é feito no homem. Ele se tornou o CENTRO DE TUDO E NÃO MAIS DEUS. Há um evangelho que tem sido  pregado, TRANSFORMANDO DEUS EM UM ESCRAVO dos crentes. Os líderes dão ordens a Deus. É como se ELE FOSSE UM GÊNIO DA LÂMPADA QUE É OBRIGADO A FAZER TUDO O QUE OS CRENTES DESEJAM.
O evangelho atual leva ao ENTUSIÁSMO MOMENTÂNEO QUE NÃO GERA VIDA E NEM PAZ. UM EVANGELHO QUE NÃO RECONCILIA O HOMEM COM DEUS. GERA UMA ILUSÃO DE SALVAÇÃO QUE NÃO REMOVE PECADOS.

Eu concordo com o que este irmão escreveu!
Estamos em um período pós-moderno, onde os líderes religiosos, em sua maioria, desconhecem o Deus que prega e usam o seu Nome sem nenhum temor. Pastores que se apascentam a si mesmos, conforme lemos em Judas 12. Buscam ser idolatrados. Estão roubando a glória do Senhor. O livro de Judas é muito atual.

Somos meros vasos de barro que por misericórdia, abrigamos o próprio Espírito Santo em nós, o verdadeiro tesouro. A palavra usada em II Cor 4.7, para vaso é a mesma que servia para colocar o lixo. O texto nos diz o seguinte:

TEMOS, PORÉM, ESTE TESOURO EM VASOS DE BARRO, PARA QUE A EXCELÊNCIA DO PODER SEJA DE DEUS E NÃO DE NÓS.

Quando lemos II Cor 3.6 a 18, entendemos que Paulo está fazendo uma comparação entre, A LEI e A GRAÇA e Moisés com a Igreja.

Aliás, um dos textos muito mal interpretado, por alguns pregadores da atualidade, é II Cor 3.6. Por lerem este texto, sem se preocuparem com o contexto, acabam afirmando que os cristãos não podem aprofundar-se nas Escrituras, pois A LETRA (as Escrituras, segundo eles) MATA, MAS O ESPÍRITO VIVIFICA. Ou seja, segundo estes pregadores, não adianta conhecer as Escrituras, temos sim, que estar ouvindo somente o que o Espírito Santo nos fala através de profecias, línguas interpretadas e sonhos.

Ministram uma grande mentira teológica.

O mais interessante, é que o apóstolo dos gentios, Paulo, sendo alguém pleno do Espírito e tendo recebido os dons necessários ao seu ministério, deixa bem claro ao seu filho na fé, Timóteo, que nunca se afastasse da Palavra. ( I Tim 4.13)( II Tim 3.14 a 17 )

Alertou que nos últimos dias seriam tempos difíceis e que muitos se apostatariam da fé, obedecendo a espíritos enganadores e ensinos de demônios. (I Tim 4.1). Ele continua dizendo ao seu filho na fé, que pregasse a Palavra, a tempo e fora de tempo, pois haveria um momento em que não suportariam a sã doutrina, pelo contrário, eles se cercariam de mestres segundo as suas próprias COBIÇAS, e se recusariam a dar ouvidos a verdade. (Tim 4.2 e 3)

Paulo afirma que o Senhor nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança (período da Graça) e não da LETRA (período da LEI, os dez mandamentos gravados em pedra).

Sendo assim, o texto não se refere à Palavra de Deus e sim as tábuas que Deus escreveu os dez mandamentos.

O texto faz simplesmente uma comparação entre AS LETRAS GRAVADAS EM TÁBUAS DE PEDRA e a GRAÇA. A letra que mata segundo o versículo seis tem a sua explicação no versículo sete.

E, SE O MINISTÉRIO DA MORTE, GRAVADO COM LETRAS EM PEDRAS SE REVESTIU DE GLÓRIA, A PONTO DE OS FILHOS DE ISRAEL NÃO PODEREM FITAR A FACE DE MOISÉS, POR CAUSA DA GLÓRIA DO SEU ROSTO, AINDA QUE DESVANECENTE, COMO NÃO SERÁ DE MAIOR GLÓRIA O MINISTÉRIO DO ESPÍRITO? (II Tim 3.7 e 8)

O apóstolo afirma que a LEI era um ministério de morte, pois nenhum homem, devido a sua natureza pecaminosa, tem condições de cumprir a LEI. Junto com a LEI, foi entregue o tabernáculo onde eram feitos os sacrifícios. O sague derramado no propiciatório desviava a ira, de Deus, do povo de Israel. Era o tipo de Cristo, nossa propiciação eterna.

Mencionei que o livro de Judas é bastante atual dentro deste tema que tem gerado muita indignação em meu coração. Para terem uma ideia de onde estamos caminhando com tantas doutrinas de homens. Fiz um estudo no livro de I Tim 3.1 e seguintes e Tito 1.2 e seguintes. Mencionei a distorção feita por algumas denominações que já não estavam muito satisfeitas com o simples título de pastor. Começaram a promover os líderes de suas igrejas a bispo. Ainda não satisfeitos criaram o título de apóstolo. Uma total falta de seriedade com Deus e com as Escrituras que Ele deixou para nos instruir na verdade.

Queridos, examinando os dois livros já citados, entendemos que há uma qualificação, NECESSÁRIA, para os supervisores da igreja, que são chamados de: EPISCOPO, BISPO OU PRESBÍTERO.

Claro está que são sinônimos, não havendo nenhuma diferença entre eles. Volto a insistir, é uma QUALIFICAÇÃO aos que desejarem exercer essa função na igreja local.

Tendo entendido este ponto, o bispo, presbítero ou epíscopo, não é DOM e sim QUALIDADE DE CARÁTER. Dentro da lista de qualificações, encontramos o dom de ensino.

Continuando nossa análise, PASTOR É DOM. (Ef 4.11)

No entanto, nem todo supervisor (BISPO, PRESBÍTERO OU EPÍSCOPO) tem o dom de pastor, mas todos os pastores tem que ter a qualificação de supervisor, ou seja, para exercer o pastorado ele tem NECESSARIAMENTE QUE SER BISPO.

Qual a nossa conclusão diante de tudo isto?

Como alguém que sendo pastor é promovido a bispo?

Amados, não estou incluindo aqui as denominações históricas, tipo metodista e outras que utilizaram esta terminologia, desde a muito, para designar uma posição de comando de várias igrejas. Estou me referindo aos que utilizaram isto somente por motivos de soberba.

Não vou nem entrar em detalhes sobre o título de APÓSTOLO, que nos termos de hoje só poderia ser usado para missionários pioneiros, no sentido de mensageiros. No sentido de APÓSTOLO, tecnicamente falando, estão ferindo os critérios de Atos 1.12 a 26.

O Senhor por misericórdia aplacou a sua ira contra a humanidade podre, através da oferta única de seu Filho amado, Jesus. Hoje o Pai está plenamente satisfeito. Não necessitamos mais de fazer nada. Só descansar na graça do Senhor, sua misericórdia e amor.
Somos confrontados pela Palavra do Senhor como um espelho que mostra o nosso rosto, a Palavra revela o estado do nosso espírito e alma.
O verdadeiro evangelho revela a distância que existe entre o homem e Deus, devido ao seu pecado.
Mostra que Jesus é a nossa propiciação eterna. O homem tem que receber um evangelho que afirma sem medo: DEUS REALMENTE O AMA, MAS VOCÊ ESTÁ EM PECADO E NADA QUE FAÇA PODE MUDAR O QUE VOCÊ É. O INFERNO É O SEU DESTINO. DESCANSAR EM QUALQUER RELIGIÃO INCLUSIVE EVANGÉLICA É DESCANSAR EM UMA FALSA SALVAÇÃO. Jesus é o único nome pelo qual importa que sejamos salvos. Nossas igrejas estão carentes da verdadeira Palavra que transforma.
Creio que Ele está às portas. Devemos estar preparados para o último toque das trombetas. Ele virá nos buscar.
Temos visto sinais de sua vinda. Evangélicos necessitam comer da Palavra do Senhor para poderem ter uma vida santa, alcançar os perdidos e reconhecerem as heresias fugindo delas.

A falta do ensino verdadeiro, discipulado ou mesmo o ensino errado, como este que citamos que a LETRA mata, como se referisse a Palavra de Deus, tem sido à maneira que falsos pastores, pastores gananciosos, pastores que se apascentam a si mesmos, têm utilizado para manter o povo longe das verdadeiras doutrinas.
Ore para que haja uma restauração do conjunto de doutrinas que uma vez por todas foi entregue aos santos, uma nova REFORMA. (Judas 3)

Pr. Raul Nogueira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Be Sociable, Share!

Leave a Reply

*